Tijd  10 uur 37 minuten

Coördinaten 2217

Geüpload 27 oktober 2014

Uitgevoerd oktober 2014

  • Score

     
  • Informatie

     
  • Gemakkelijk te volgen

     
  • Omgeving

     
-
-
843 m
92 m
0
7,3
15
29,15 km

3289 maal bekeken, 27 maal gedownload

nabij Cachoeiras de Macacu, Rio de Janeiro (Brazil)

Travessia Theodoro de Oliveira-Boca do Mato.

Trilha complicada para fazer de ATV, muitos pontos estreitos e com valas, além da mata extremamente fechada.

No inicio da subida, passamos por alguns sítios e chegamos em uma bifurcação, onde fomos para a esquerda. Logo na subina uma grande porteira de metal, reparem que o

poste da porteira foi feito com o trilho-cremalheira que ajudava o trem subir a serra.

Logo a frente chegamos na velha estação de trem, tinha algumas bananas no chão que estavam muito boas, acabei levando um pouco para depois. A parada lá é obrigatória

para as fotos, pois o lugar parou no tempo (desativada em 1967). Entramos no lugar que mesmo desativado haviam algumas coisas que deram a impressão que é utilizado

por alguém, talvez como depósito de bagulho e ferramentas. Ao lado um caixa d'agua da mesma época e tomada pela vegetação, ainda em uso (pelo menos estava caindo

água nela)

Seguimos mais a frente e encontramos um alagado, de uns 7 metros de comprimento, entre dois paredões bem altos e retos. Não era muito profundo, talvez uns 80 a 90 cm

de água. Passei por aquela água verde e suja preocupado, pois meu ATV tá com os pneus quase sem as travas e eu não estava querendo ficar atolado ali. Passar a pé ou de

bicicleta deve ser complicado.

Seguimos bem lentamente pela trilha acima, fazendo várias paradas para abrir a mata, transpor algumas arvores caídas e pedras pelo caminho. Tem um ponto que a erosão fez

uma vala para a lateral morro abaixo, para passar, um sentava na parte de trás do ATV para que a roda da frente ficasse suspensa, depois sentava na frete para a roda de trás

ficar no ar. Barranco nos dois lados e uma vala no meio.

Passamos pela primeira ponte, com estrutura de ferro e madeira, muito alta e de visual lindíssimo com o rio passando lá em baixo. Mais a frente na segunda ponte veio a

surpresa, uma cachoeira muito bonita. Da para chegar lá em baixo por uma pequena descida pela esquerda da ponte onde da acesso ao pequeno lago de água bem gelada e a

parte de baixo da ponte de metal que esta fixa em duas paredes de blocos de pedra.

Na segunda ponte o madeiramento esta bem frágil nas laterais, porem a passagem é segura seguindo a estrutura metálica que é visível entre as madeiras.

Chegamos em um ponto de mata densa e uma vala, eu decidi seguir a pé para ver o que teríamos mais a frente, encontrei uma sequencia de valas pela altura da cintura

(1,2m). Neste ponto da para ver exposto um grande pedaço de um dos trilhos da antiga estrada de ferro Leopoldina

Voltei e conversei com o Fabricio explicando o que tinha visto mais a frente e achamos melhor desistir e voltar devido a hora. Se um ATV travar naquela vala, seria dor de cabeça tirar ele de lá sem prejuízos na carenagem.

A volta foi rápida, porém no escuro total da mata.

Fiquei chateado no final daquele trabalhão todo e tão perto, não alcançar o fim da trilha, mas para quem curte desafio fica a dica.
Waypoint

001 - Porteira

Porteira
Waypoint

002 - Estacao de trem

Estacao de trem
Waypoint

003 - Bifurcacao da esquerda

Waypoint

004 - Tronco

Waypoint

005 - Barranco

Waypoint

006 - Lago de lama

Waypoint

007 - Pedras

Waypoint

008 - Gruta

Waypoint

009 -Trecho de mata fechada

Waypoint

010 - Tronco no chao

Waypoint

011 - Erosao e vala

Waypoint

012 - Vala funda

Waypoint

013 - Barranco + vala complicado

Waypoint

014 - Ponte 1

Waypoint

015 - Arvore caida

Waypoint

016 - Ponte 2

Waypoint

017 - Cachoeira

4 commentaren

  • Foto van marciosette

    marciosette 16-jun-2016

    Seguindo mais umpoquinho voce saia na estrada.

  • Foto van Eduardo Bekman

    Eduardo Bekman 16-jun-2016

    Não sai não, apesar de estar ao lado da estrada (dava para escutar os carros) a trilha segue por mais 3 km até sair na estrada bem mais a frente.

    A velocidade média desse trecho é muito baixa, levaríamos muito tempo nesses 3 km finais.

    Já estava noite e a trilha é muito fechada e com facões fundos, para passar de quadriciclo é complicado, por este motivo decidimos voltar.

    Trilha ótima para fazer a pé ou de bike.
    Fotos espetaculares.
    A estação, as pontes, tudo parou no tempo.

    Abraços

  • Foto van marciosette

    marciosette 17-jun-2016

    A Noite é pedreira!!!!

  • luis.alberto2007 11-dec-2017

    Ik heb deze route gevolgd  Bekijk in detail

    Muito boa e encantadora pela beleza.