-
-
987 m
754 m
0
11
22
44,72 km

217 maal bekeken, 3 maal gedownload

nabij Sete Lagoas, Minas Gerais (Brazil)

2018-04-08
Pedal Sete Lagoas-Av. Castelo Branco-Gerdau/Calsete-Desvio Hotel Fazenda Pavões-Estrada sob linha de transmissão-Macacos-Quintas da Varginha-Fazenda Velha-Sete Lagoas

Participantes: Eduardo, Eurico
Percurso: 44,72 km
Subida acumulada: 740 m
Desnível: 233 m
Dificuldade: Muito difícil
Duração em movimento: 4:55 h
Tempo total: 7:30 h

O tempo prometia sol. mas este cooperou.
Ida tranquila, temperatura amena, estrada boa, sem poeira ou lama até o início da estrada sob a linha de transmissão (LT).
A partir da LT, a estrada, um trecho de aproximadamente 6 Km, se transforma em uma trilha de verdade, sem estrada, ou seja, coberta de mato.
Logo de início, um córrego para atravessarmos dentro d´agua. Eu encontrei um ponto para pular o córrego sem entrar na água, mas o Eurico andou alguns metros na água.
Seguindo, começamos a errar a estrada, porque ela não estava visível, mas o GPS sinalizou erro. Voltamos e seguimos corretamente, a estrada invisível.
Paramos sob a primeira torre da LT e fizemos algumas fotos. Vistas bonitas e muito verdes.
Seguindo mais, estrada quase invisível, sempre confirmando pelo GPS, alguns trecho dava para ver que era uma estrada muito pouco utilizada, e só acessível com veículos 4x4.
Passamos por algumas tronqueiras, mas sem avistar animais.
Em uma das tronqueiras uma placa "Proibido Caçar, pescar, nadar, Fazer trilha de (moto apagado)".
Seguindo, a trilha as vezes desapareciam, errávamos, a solução somente o GPS.
Em vários trechos tivemos que empurrar a bike, para vencer a trilha ou muito ingrime ou muito acidentada.
Perto do final do trecho, tivemos que atravessar o ribeirão Macacos. Mais uma vez, o Eurico entrou nágua sem hesitar. Água até o joelho, andando uns 8 m em água. Não vejo problema em atravessar córregos, em água, mas se puder evitar, evito. Assim encontrei uma pinguela, justamente para a travessia, no local, sem pisar em água.
Já chegando ao final do trecho, o som forte de uma cachoeira.
Finalmente chegamos a um calçamento, que já era bem próximo a Macacos.
No caminho, pela estrada calçada, uma cachoeira, a que tínhamos ouvido um tempo atrás. Paramos para fotos. O Eurico assentou-se numa pedra, pisando na água e logo depois falou que tinha sanguessugas nos pés dele. Deu azar! Mas erram lagartinhas de folha, de uns 4 mm de comprimentos. Catamos e pronto.
Seguimos pelo calçamento passando pela entrada de um Hotel Fazenda.
Íamos passar por Macacos, mas perdemos a entrada e seguimos caminho direto por cima do morro até o bairro Quintas da Varginha, às margens da BR-040. Muito morro, e que morros! Mas estrada boa.
De cima do morro era possível avistar toda Macacos.
Atravessamos a BR-040 e Fazenda Velha!
A partir deste ponto, estrada boa, descida na maior parte, sem lama e já com uma poeirinha em alguns pontos.
Já fora de Fazenda Velha, minha corrente rebentou, que dizer, a emenda rápida abriu, num momento em que as marchas embolaram. Conserto rápido! Trecho conhecido! E logo Sete Lagoa.
Pelos 6 km, sobre a LT, consideramos a trilha muito difícil.
É uma trilha para não ser repetida! Só para lembrar! Inesquecível! Muito boa!

Commentaar