Tijd  4 uur 37 minuten

Coördinaten 1120

Geüpload 23 januari 2020

Uitgevoerd januari 2020

-
-
1.110 m
689 m
0
3,0
6,0
11,97 km

62 maal bekeken, 2 maal gedownload

nabij Branda de Santo António, Viana do Castelo (Portugal)

Dia 21 de Janeiro, nasceu frio e com muito vento, que nos chegava até aos ossos, dificultando os movimentos. Saímos de Santo António de Vale de Poldros com + 4ºC, que com o vento, dava a sensação de uma temperatura mais baixa. O destino era a branda do Outeiro, uma pequena " Bordença " destes lados., ou seja do concelho de Monção. Atravessamos território de Riba de Mouro e Tangil, duas freguesias daquele concelho. O parque eólico de Santo António, veio alterar, bastante a rede de carreiros, encontrando-se alguns vedados e outros por limpar. O ponto de partida, St. António de V. de Poldros, estende-se numa plataforma de substrato xistoso entre os 1.000 e os 1050 m., dominando o vale do rio Vez, possibilitanto perceber a zona glaciar, com as suas moreiras e os diversos blocos erráticos. A branda do Outeiro é uma pequena e típica branda mista, encaixada num belíssimo bosque onde o carvalho é rei. Para este local, os agricultores levavam o gado, logo após a conclusão dos trabalhos agrícolas. Ali ficavam até ao mês de Setembro, alimentando o gado nos lameiros, estendendo a procura de pasto, por vezes até ao Rego do Geraldo e à branda do Furado, que não fica longe. Porém, a branda do Outeiro, se não morreu, está ferida de morte, como muitas brandas das serras do Alto Minho. Falta-lhe vida e a geração de brandeiros, que para lá se dirigiam, ali ficavam e se reuniam á sombra de uma velha carvalheira - é passado. Muitos dos seus caminhos, estão cobertos de vegetação e as casas em ruínas.
O antigo trilho sinalizado, perdeu as tabuletas de sinalização e muitos dos caminhos fecharam, em especial na zona de Corsos. Eram belos caminhos, por entre bosque de folhosas, mas quem os limpava, já cá não está. A realidade é outra.
O percurso que fizemos, foi adaptando-nos ao terreno, utilizando carreiros quando havia e procurando o melhor terreno para progredir, quando os carreiros fechavam.

Cartografia - Folhas 4 ( Castro Laboreiro ) e 9 ( Gavieira ) do IGE - escala 1/25.000.

- Pontos com interesse.
1. - Vistas para o vale do rio Vez e também para o vale do rio Mouro.
2. - Branda do Outeiro, com os seus poulos, cardenhas e pequenas casas de apoio.


Nota: Trilho não sinalizado, feito por carreiros e também por encostas com ajuda do GPS.
Zonas tapadas pela vegetação que foi preciso contornar ou procurrar carreiro.
panoramisch

Vistas

paisagem
boom

bosque

folhosas
boom

bosque

resinosas
boom

Carvalhal

branda
Rom

ruinas

ruinas
Rom

ruinas

ruinas
Rom

ruinas

ruinas
panoramisch

vistas

vista
boom

bosque

folhosas
panoramisch

vistas

vistas
refuge

St. António de Vale de Poldros

ponto de partida

Commentaar